Follow by Email

segunda-feira, 26 de abril de 2010

SOCORRO

Estou me deparando ultimamente com muitas reportagens de gente maluca, que mata por NADA. Nada mesmo, por que onde já se viu matar alguém que te da um tapinha nas costas com a mão suja, sem querer te sujar. Ninguém merece um guarda rodoviário atirar no pneu de um carro só por que achou que o mesmo não iria parar e o Incosto queria atravessar.
Poupem-nos, se tudo continuar assim tenho que me preocupar. Por que se for por bobagem, muita gente pode querer me liquidar.

A minha colega de, por eu sempre pedir: " Fulana, por favor isso, por favor aquilo..."
Minha mãe: Por motivos óbvios. Que filho que não torra a paciência?!
Meu pai: Óbvio também -> "Paitrocínio"
Minhas irmãs: "Vai ver se eu na esquina."
Meu namorado: OBS: Seria muito grande a lista.
Clientes
Colegas de filiais
Professores: "Eu odeio essa aula."
Amigas: "Não vou na festa."
Homens tarados na rua, pra quem eu mando para aquele lugar.
E blá blá blá

Ta difícil a vida, pra quem é chato... Boa sorte em sua existência e por favor cuidado onde respira.

Débora Souza 26.04.10

sábado, 24 de abril de 2010

A vida é brinquedo que para nada serve, a não ser para a alegria! (Rubem Alves)


Cara sábio esse Rubem...
...Pra que serve isso tudo? Pra aprender? POUPE-ME. Conheço muita gente com mais de 50, que até hoje não aprendeu o que realmente deveria. A falta de humildade é ridícula. O querer chamar a atenção a qualquer custo é ridículo. O se achar melhor que o mundo é repugnante.

Não pode vencê-los? Ria deles. Ria, sorria e poupe as rugas.



Débora Souza 24.04.10

sexta-feira, 2 de abril de 2010

O PINTOR QUE ESCREVIA

Autora: Leticia Wierzchowski
OBS: GAUCHA


Trecho:
" Por isso, eu fugi da Itália. Por isso, enlouqueço aos poucos. Mas a loucura do amor é como o vinho, nos alegra, embriaga, entontece. Por isso, voltei sempre a mesma taça. E morrerei bebendo dela."