Follow by Email

domingo, 29 de agosto de 2010

Meus conselhos para alguém de 15 anos

A menina chora dizendo que ele é a vida dela. O que eu posso fazer nesse caso? Bom, vendo pelo meu ângulo...

Eu -Meu bem, que idade você tem?

Ela -15. Buááááááááá

Eu -Ha,ha,ha,ha. E você acha que ele é o homem da sua vida? Se liga você vai ter uns 200 homens da sua vida. O seu Minguinho, o seu Vizinho, o Pai de todos, o Fura bolo, o Huguinho, o Zézinho, o Luizinho, o Baixinho, o Gordinho, o Magrinho, o Feinho e muitos inhos.
Alguns vão te chutar, outros serão chutados. Alguns você sentirá saudades, outros você vai olhar e pensar "será que eu estava bêbada?"
Até que um dia quando você estiver pensando em sua carreira e quiser dar um tempo no inhos, tchanam, vai aparecer o encosto de sua vida. Por que encosto? Ah sim, ninguém quer ter um encosto. O encosto aparece sem você prever. E como você não queria essa criatura agora, ele passa a ser o encosto da sua vida, até por que você tenta se livrar e não consegue. Não por que ele não deixa, mas por que você mesma não se deixa.
E adivinha? Ele vai ser completamente diferente do estilo de cara por quem você se interessava quando estava naquela fase de "sofrer por amor", sabe. Ex: HOJE.
Você acha que realmente a alguns anos atrás, lá pelos meus 16 anos, eu namoraria aquele barrigudinho ali? Nunca! Eu diria "Aiiii, eu não. Ele é gordinho."
Pergunta se essa frase faz algum sentido pra mim agora. NENHUM!

Pois é meu bem, aproveite seus inhos e deixe para se preocupar depois que tiver filhos. Se tiver é claro. Se não, compre um cachorro e seja feliz.

Débora Souza 29.08.2010

sábado, 14 de agosto de 2010

?

TEM MOTIVO QUE PARECE NOVO. TEM UM NOVO QUE QUER TER MOTIVO. (Teatro Mágico)

domingo, 8 de agosto de 2010

PESQUISANDO LEONILSON

LEONILSON...






... O ARTISTA POR QUEM ME APAIXONEI PELO TRABALHO NO DIA 05 DE AGOSTO DE 2010, SEMANA PASSADA MAIS EXATAMENTE. VALE APENAS LER MAIS SOBRE LEONILSON, ARTISTA PLÁSTICO, QUE INFELIZMENTE MORREU DE AIDS EM 1993. E O MUNDO PERDE MAIS UMA MENTE BRILHANTE E PENSANTE.

DEPOIS QUE APRESENTAR MEU TRABALHO SOBRE ELE, POSTO MAIS IMAGENS AQUI. MAS SE QUISER CONHECER ANTES DE ESPERAR POR MIM, OLHE AQUI.


Débora Souza 08.08.10

domingo, 1 de agosto de 2010

But I don't know why

Os dias passam mais rápido a cada semana. Estou pensando em parar para escrever aqui, faz tempo. Mas o tempo só me deixou no pensamento. Eu poderia ter morrido e nunca mais vocês veriam minhas palavras. Agora entendo a expressão "pensando morreu um burro". Por que o mundo é burro, quando deixa tudo para o amanhã.

O amanhã assombra, assusta e é chato por pegar no meu pé. Será que quando penso no amanhã permito que ele grude em minha sola, como um chiclet que foi atirado no chão por alguém, que sendo mais inteligente do que eu, não está nem ai pra ninguém e aproveita sem pensar no incosto do amanhã?

As vezes olho para algumas pessoas e vejo que o tempo é tão cruel, que faz com que elas passem a vida inteira cometendo os mesmos erros, sendo cada dia mais egoístas e mais idiotas.

Eu tenho um sério problema desde criança. Quando passei a frequentar a pré escola, haviam crianças, a maioria delas, que eu achava muito idiotas. Quando mudei de escola, isso continuou. Passei para o segundo grau e nada de isso mudar. Qual é o meu problema? Acho que espero de mais de quem tem pouco pra dar. É como o meio kilo de batata frita que eu comprei esses dias, esperando que viessem muitas batatas à minha mesa. Quando vi o pouco de batata, me dei conta que elas pesavam de mais.
Assim como são as batatas, são as pessoas. As vezes ser gentil, ajudar ou não fazer qualquer coisa para chamar a atenção, pesa de mais para elas. É mais leve se sentir melhor que os outros e dar pouca batata ao mundo.

Meu pai, é o tipo de pessoa que eu julgo de mais. Para ele nada está bom. Tudo é pouco. Para ele você sempre poderia ter feito melhor do que fez. Meu pai é pior do que mulher para se satisfazer. Eu tenho a sensação que tudo deveria ser como ele deseja, em seus mínimos detalhes, para deixá-lo com a sensação de missão cumprida e desejo realizado. Mas o pior não é isso. O pior, é que eu me pareço muito com ele.


Débora Souza 01.08.10